Cosud SP

Home » Secretaria da Justiça e Cidadania discutirá direitos humanos, governança e gestão de políticas para jovens
Share

Secretaria da Justiça e Cidadania discutirá direitos humanos, governança e gestão de políticas para jovens

Foco será em estratégias e intercâmbios de boas práticas de governança visando as diversas perspectivas, preocupações e aspirações da juventude

São Paulo recebe, nesta semana a 9ª edição do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (COSUD), evento que reúne gestores públicos dos estados do Sul e Sudeste para discutir ações e iniciativas para fortalecer a cooperação entre os governos e sobre políticas públicas de interesse comum dos estados.

A programação conta com a realização de 21 Grupos Temáticos (GTs) com os gestores estaduais, que ocorrem simultaneamente. Nesta edição, de forma inédita, a edição terá o grupo de trabalho específico para tratar do assunto juventude. A secretaria da Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo atuará em dois dos GTs na edição paulista do Cosud – Direitos Humanos e Juventude, sendo no primeiro em conexão com as secretarias de Desenvolvimento Social e da Pessoa com Deficiência.

Sob a responsabilidade da Coordenadoria de Políticas para a Juventude da Secretaria de Justiça e Cidadania, o grupo conduz a pauta sobre o tema “Agenda Jovem – A autonomia do jovem e o desenvolvimento econômico, social e sustentável como resultado da governança e gestão de políticas públicas de juventude nos Municípios e Estados do COSUD” e contará com a presença de gestores estaduais e municipais de pastas afins e de equipes técnicas.

“Os jovens são parceiros estratégicos na agenda de desenvolvimento econômico e social, e requer um diálogo constante com esse segmento. Por outro lado, torna-se necessário um diálogo intersecretarial, pela transversalidade do tema, na formulação de políticas públicas de juventude”, destaca o coordenador da Juventude, Juliano Borges.

Os inúmeros desafios relacionados aos jovens entre 15 e 29 anos com ênfase nos no público que nem estuda e nem trabalha, saúde mental e drogadição, empreendedorismo, acesso ao primeiro emprego, capacitação e qualificação profissional, inovação, tecnologia dentre outros temas previsto o Estatuto da Juventude.